Player Who Returned 10000 Years Later – Capítulo 1

O dono dos Céus dos Nove Infernos retorna para a terra (1)**

O 9° inferno… dizem que só os demônios mais fortes se reuniam ali.

Naquele lugar, se estendia um caminho de fogo que nunca apagava; uma Terra distorcida e um céu vermelho-sangue.

Dentro dele, demônios lutavam entre si por toda a eternidade, e não para decidirem quem era o mais forte. Todas as batalhas nos últimos dez mil anos deixaram claro quem realmente era essa figura…

Havia um castelo em uma terra desolada, no centro do 9° inferno — o ápice de todo o mal. Era a residência do Lorde Demônio que havia conseguido unificar o inferno, que, anteriormente, era dividido em 7 facções.

Em um trono gigante…

Um jovem de cabelos pretos sentava-se no trono feito dos ossos dos sete Arquiduques Demônios. E, embora ele estivesse de olhos fechados, uma força demoníaca de tirar o fôlego emanava do seu corpo. Milhares de demônios tremiam por causa dessa energia demoníaca, enquanto se ajoelhavam na sua frente.

Um dos demônios prostrado lentamente andou em direção a ele. Seu corpo musculoso era duro como pedra, e em sua testa, haviam chifres que lembravam os de uma cabra.

Ele tinha molares afiados protuberantes no rosto e asas gigantes de morcego em suas costas. Mesmo tendo a aparência típica de um demônio feroz, estava se ajoelhando na frente do Lorde.

“Meu rei…” disse Balrog.

Dizem que, exceto pelos arquiduques, ninguém sob os céus dos nove infernos poderia vencê-lo. No entanto, ali estava, naquele momento, uma criatura medrosa, chamando o jovem poderoso.

Baseado na sua aparência, Balrog era um monstro, então era bizarro vê-lo com tanto medo de alguém que parecia ser um humano. Entretanto, entre todos os demônios ajoelhados, não havia ninguém que não compreendesse a razão do seu medo.

O rei demônio…

Dez mil anos atrás, quando caiu no inferno, ele era só um humano insignificante, mas graças à ‘Autoridade da Predação’, começou a comer outros demônios.

Do 1° ao 9° inferno…

Em dez mil anos, o humano que evoluiu devorando demônios se tornou o dono do Inferno.

Centenas de demônios foram consumidos pela sua autoridade. E, no fim, até mesmo os sete arquiduques — que eram igualmente poderosos — se ajoelharam perante ele. O ápice de todo o mal; o monstro que devorou todos os demônios sob os céus dos nove infernos.

Era compreensível que até o destemido Balrog sentisse medo.

— Por que o senhor está tentando voltar? Meu rei, já não tem tudo aqui no Inferno?— perguntou Balrog, ainda tremendo.

O jovem lentamente abriu seus olhos e a energia demoníaca ao seu redor ficou mais intensa.

— Tudo? Como o quê? — O jovem sentado no trono furiosamente distorceu sua expressão. — Já que eu tenho tudo, você pode me dar ao menos um exemplo. Me conte, o que temos aqui?

Pela sua voz, era possível perceber que ele achava a situação injusta.

— Não tem nada pra comer ou qualquer entretenimento. Não faço ideia do que está vendo aqui pra me dizer que tenho “tudo”.

Nos céus dos nove infernos, não havia nada além de uma terra desolada, um céu vermelho e chamas que não se apagavam.

Depois de ouvir aquelas palavras, Balrog arregalou os olhos.

— O senhor está com fome? Bem, tenho aqui comida digna do meu senhor! Pessoal! Tragam pra cá!

— Sim! — Com as ordens de Balrog, um grupo de demônios trouxe um prato gigante. No prato, havia a cabeça de um demônio cuspindo sangue.

— Recentemente, derrotamos o Focalor, aquele que liderava o maior exército restante do arquiduque. Ó, Lorde, embora isso não seja o suficiente para você, que já devorou incontáveis demônios, por favor, aceite essa oferenda do seu leal servo!

KangWoo franziu as sobrancelhas depois de olhar para a cabeça grotesca do Focalor.

— Não preciso dessa merda.

Clank-!

Ele atirou o prato no chão, e com os punhos cerrados, pisou com força.

Bam-!

— Não quero comer uma porra tão grotesca e sem gosto! Eu… Eu…! — Seus punhos tremiam e a sua voz estava cheia de desespero. — Kimchi jjigae… Eu quero comer kimchi jjigae.

— Kimchi jjigae!

— A comida suprema que o Imperador da Predação deseja!

— Uma comida cheia de sangue e carne!

— Não…. Não é isso, seus idiotas! — KangWoo gritou.

Embora a carne fosse um ingrediente de kimchi jjigae, provavelmente não era do jeito que os demônios estavam pensando.

Balrog olhou para KangWoo, cheio de lealdade e disse: — Com a cabeça de quem esse prato é feito? Ou talvez um órgão? Vou arrancar de qualquer para oferecer ao meu rei.

— Kimchi jjigae não é uma comida assim…

KangWoo achou que estava prestes a enlouquecer. Explicar o que era comida para um demônio era estupidez, para início de conversa. Afinal, para demônios, comida não era nada além da Autoridade que você tinha sob o perdedor, caso tivesse vencido uma batalha. Nos infernos, o vencedor devorava o perdedor.

— Ah, o senhor também disse que não tem nenhum entretenimento…? Entendo. Depois de matar todos os sete arquiduques, o senhor ficou entediado com a matança.

— Como esperado do rei demônio…

— O imperador do Sangue e da Matança!

— Eu estava falando de manhwas e novels. — O Rei interrompeu.

Balrog, ficou furioso consigo mesmo. Com uma batida forte dele, o piso do castelo foi destruído.

—Não posso satisfazer os seus pedidos porque sou fraco… Então, por favor, me mate…!!

— Parem, escutem o que eu tô dizendo. — com uma expressão desesperada no rosto, KangWoo retornou ao trono. — Se ao menos tivesse uma mulher…

— Oh? Mas se tratando de mulher, você tem a mim, Lilith.

— Lilith!

— A rainha succubus!”

— A mulher mais bonita do inferno!

Um dos demônios ajoelhados se aproximou de KangWoo.

— Meu querido Lorde Demônio, o coração de Lilith não é o suficiente pra você? — sussurrando de forma misteriosa, ela esticou seus tentáculos e tocou nos braços de KangWoo.

Os 18 olhos cobrindo seu rosto inteiro irradiavam uma atmosfera melosa.

“…….” Dezoito olhos, tentáculos balançando pelo corpo inteiro, e uma língua que lembrava a de uma cobra… Olhar para a suposta mulher mais bonita do inferno era o suficiente para dar dor de cabeça para ele.

— Por que… Uma succubus, simplesmente, por quê…

As succubus viviam de absorver a energia sexual de um homem, e elas estavam bem distantes da beleza contada pelas histórias que ele ouviu.

Do seu ponto de vista, a Lilith era mais grotesca do que o Balrog. E, não era só a Lilith, mas todas as succubus eram daquele jeito.

— Vou te fazer uma visitinha hoje a noite~

— Não… Sai fora.

— Hihi, não fique com vergonha. Se for tão tímido, como poderá ser chamado de dono dos céus dos nove infernos?

— Vaza daqui…

— Que fofo. Hihi, não precisa ficar tão envergonhado. Eu, Lilith, sempre servirei ao seu lado.

— Por favor, me deixa sozinho… — KangWoo abaixou a cabeça, a cobrindo com as mãos.

Ele não era alguém que julgava as pessoas baseado na aparência. Até achava que a aparência externa não importava em questão de amor. Mas mesmo assim…

‘Isso é demais.’

Não era questão dela ser feia ou bonita. Sua aparência externa simplesmente não encaixava nos padrões de beleza humano.

— Terra… — KangWoo apertou seus punhos com uma expressão desesperada novamente. — Preciso voltar pra terra…

Sua decisão era firme, apesar de seus servos tentarem fazê-lo mudar de opinião. Não, eles tentarem convencê-lo só deixou a sua decisão mais convicta.

‘Eu vou voltar.’

Ele havia conseguido devorar Baal, o último arquiduque, fazia alguns dias. E foi assim que conseguiu se tornar o rei demônio. Agora, todas as suas preparações estavam completas.

Era hora de obter a recompensa pelos seus dez mil anos de sofrimento.

um escudo com um dragão ao centro para representar nossa scan de caçadores

Direitos autorais e marcas para mangás, e outros materiais promocionais são mantidos por seus respectivos proprietários e a sua utilização é permitida nos termos da cláusula de uso justo da Lei de Direitos Autorais Americana. (Copyrights and trademarks for the manga, and other promotional materials are held by their respective owners and their use is allowed under the fair use clause of the U.S. Copyright Law.)

© Hunters Scan